O menino e a alteridade

Rosângela Trajano

Era uma vez um menino que gostava de se colocar no lugar do outro, compreendê-lo e respeitá-lo. Disseram-lhe que a isso dava-se um nome bonito “alteridade”. E o menino ficou cheio de graça com aquele nome que ele carregava no peito com orgulho.
Onde chegava o menino dizia que a alteridade é importante para o bem-estar da sociedade, que devemos sempre nos colocar no lugar do outro seja na família, na escola, na religião ou entre amigos. É preciso respeitar o pensamento do outro.
O menino gostava de dialogar com o outro, sempre atento ao que lhe diziam, era um bom ouvinte. O respeito ao que o outro fala também é importante para a alteridade. E sempre que podia o menino perguntava ao outro como ele estava se sentindo, principalmente aos seus amiguinhos da escola onde as notas, às vezes, causavam tristeza.
A alteridade aproxima as pessoas umas das outras e traz uma vida melhor em sociedade.

Exercícios para o bom pensar.

1 – O que é alteridade?

2 – Por que a alteridade é importante?

3 – Como devemos enxergar a alteridade?

4 – Como o outro deve ser tratado pela gente?

5 – Por que a alteridade ajuda nas relações em sociedade?

Desenhe algo que represente a alteridade.

Nono ano