O menino que gerenciava as suas emoções

Rosângela Trajano

Era uma vez um menino que aprendeu a gerenciar as suas emoções, ou seja, ele não perdia o controle das coisas, nunca ficava nervoso ou tenso demais e sabia o momento certo de chorar.
Não tinha nada diferente dos demais meninos da sua idade, aprendera a gerenciar as emoções ao mesmo instante que aprendera a desenhar um elefante. Foi tudo muito rápido. Ele dizia que era preciso não demonstrar a raiva para não machucar o outro, segurar o choro para não entristecer quem estava por perto.
O menino que gerenciava as suas emoções sempre se saía bem nas rodas de conversas e nas provas da escola. Não precisava estudar muito tempo, bastava o suficiente. Quando estava tristonho recolhia-se ao seu quarto e ficava refletindo sobre a sua vida em comparação com a de outros meninos de longe. Ficava pensando em como devia ser uma criança sem casa e sem comida, sem brinquedos e cãozinho. De repente, voltava a ficar alegre.
O menino gerenciava as suas emoções com cuidado. Claro era que quando não suportava mais a raiva ele falava com a pessoa sobre o que estava o aborrecendo, mas nunca explodia.

Exercícios para o bom pensar.

1 – O que é gerenciar?

2 – Por que devemos aprender a gerenciar as coisas?

3 – Como gerenciar as nossas emoções?

4 – Por que é importante gerenciar as emoções?

5 – Por que algumas pessoas explodem de raiva facilmente?

Desenhe você gerenciando as suas emoções.

Primeiro ano